Ao longo de quase dois milénios, fez-se, nas encostas xistosas do vale do Douro – uma paisagem vinícola singular – um vinho excepcional.

Mais do que um dom da natureza, o vinho do Porto é, na sua essência, essa densidade histórica, um património cultural colectivo de trabalho e experiências, saberes e arte, que gerações e gerações têm vindo a acumular.
O Vinho do Porto, além de um produto chave da economia nacional, é, ainda mais, um valor simbólico que distintamente representa a portugalidade no mundo.